Para receber atualizações e novidades:

Blog

Entrevista com a personal organizer: Emilia Ventura

09 de Janeiro de 2017 Kalinka Carvalho

Estamos no ano novo e voltamos com o entrevista com a personal organizer. Hoje recebo Emilia Ventura, uma pessoa de coraçāo enorme que encontrou na organizaçāo um novo sentido para a sua vida. Design por formaçāo, resolveu usar das técnicas de desenvolvimento e criaçāo para trazer soluções de organizaçāo para a vida e casa das pessoas. Apaixonada por organizar documentos e lugares criativos, como ateliês. 

 

 

Graduada em desenho industrial pela FAAP e pós-graduada em mídias interativas pelo Senac, trabalhou por mais de 10 anos como designer na área digital, gráfico e editorial. Atua como Personal Organizer desde o final de 2014  em residência, atelier, mudanças, documentos e digital. Certificada pela OZ! Organize sua vida, Yru Organizer, O Organizador do Tadeu Mota e dobras com a Carol Rosa Organizer. Acredita que com afinco, planejamento e criatividade é possível apresentar soluções de organização que funcionem para os clientes. Afinal, o meu propósito é que a organização traga os 3 benefícios para a vida do cliente: morar bem, trabalhar melhor e viver com tranquilidade.

 

 

 

1) Kalinka: O que é uma personal organizer?

Emilia: Acredito que a Personal organizer é uma profissional completa, além de possuir técnicas, conhecimentos, método e criatividade para solucionar os problemas tanto no espaço físico quanto pessoal, também é uma ótima educadora. As profissionais procuram sempre, compartilhar os benefícios que a organização pode contribuir/proporcionar para todas as pessoas, qualquer seja sua idade, profissão e estilo de vida!

 

 

2) Kalinka: Como funciona o trabalho de uma personal organizer?

Emilia: O primeiro passo consiste realizar uma avaliação técnica, sem compromisso, no espaço do cliente. Eu considero esta primeira etapa muito importante, porque é necessário conhecer quem é o meu cliente, ou seja, mapear o seu perfil, entender como é a sua rotina, o seu convívio com outras pessoas, quais problemas que o incomodam e qual resultado ele espera.  Após a visita, faço um orçamento e um levantamento do processo da organização de acordo com as suas necessidades que vai desde descarte, categorização, organização, finalização, treinamento e manutenção.

 

 

3) Kalinka: Quem são as pessoas que precisam de uma personal organizer?

Emilia: Aquelas que sentem a necessidade de uma ajuda/orientação como a organização pode beneficiar ou transformar a sua vida e melhorar o seu espaço. Inclui também aqueles(as) que não tem tempo, não gostam de executar a tarefa, não sabem por onde começar ou até mesmo precisam de uma ajuda profissional porque não podem contar com a família ou terceiros da casa.

Cada cliente é um desafio, devemos sempre trabalhar com a empatia, nos colocar no lugar do outro e entender a sua história, o seu espaço e porque está em busca de organização. Não tenho dúvidas que a Personal organizer tem um papel fundamental em transformar a vida das pessoas para que possam viver e trabalhar melhor!

Fonte: Fotos do Arquivo Pessoal

 

 

4) Kalinka: A quanto tempo você trabalha como personal organizer? Porque resolveu ser personal organizer? O que mais gosta de organizar?

Emilia:  Já faz quase 2 anos que trabalho como personal organizer.

Mas há 3 anos tudo mudou e até hoje me surpreendo na velocidade dos acontecimentos que ocorreram na minha vida. Eu trabalhei muitos anos como designer na área digital, mas chegou um momento que eu queria mudar a situação, eu gostava de criação, mas não gostava mais aquele estilo de vida do mundo corporativo, ter patrão, ter hora para entrar/sair e ficar confinada mais de 12 horas dentro da empresa.

Chegou um momento que tive que dar um basta daquela situação e seguir outro caminho, sempre quis ter um negócio próprio. Com ajuda da minha life coach que descobri o meu gosto em organização, e que de certa forma sempre fui organizada com as minhas coisas e com meu espaço. Olhando para trás, me lembro bem quando era adolescente, eu tinha um hábito de fazer faxina no meu quarto 1x por ano e fazia aquela limpa sem dó, porque acreditava muito este lance da energia fluir no ambiente e isso me deixava revigorada. Quando fui morar sozinha, eu adorava cuidar o meu lar, sempre tinha esta preocupação em deixar o ambiente limpo, organizado, funcional e com as minhas coisas no seu devido lugar e ah, sempre, com  a filosofia do menos é mais, ou seja, só ter perto de mim o que é essencial.  Ao relembrar esta sensação de ter uma casa gostosa e aconchegante, meu deu um “click” e pensei porque não ajudar as outras pessoas a terem um estilo de vida mais organizada? Comecei a buscar informações e fui atrás para formação para PO, através de cursos, livros, workshosp e conferência. E cá estou, atuando no mercado!

 

 

5) Kalinka: O que é necessário para se tornar uma personal organizer?

Emilia: Não basta apenas gostar da organização, e sim, acredito que nós temos que gostar de pessoas, de relacionar com a história de cada cliente, entender as suas necessidades, seus dramas e ajudá-los a transformar suas vidas para melhor! E claro, buscar aprimorar sempre, a sua formação, as técnicas e métodos através de cursos, muita leitura sobre o assunto, workshops, empreendedorismo, estudar marketing, aprender como se comunicar com seu cliente, afinal, você é a sua marca. Precisamos passar segurança e autoridade do assunto para que os clientes possam confiar no nosso trabalho e acreditar que ajudamos a solucionar seus problemas e transformamos suas vidas!

 

 

6) Kalinka: Onde atua o personal organizer? Há mercado para a profissão? Como é cobrado o valor?

Emilia: Nossa, o mercado para Personal organizer é vasto. Além de residência que todos já conhecem, a profissional também atua organizando escritórios, lojas, arquivos, almoxarifados, mudanças, atelier, planos pra viagem, eventos, casamento, apoio a idosos e tem até pós-luto. Qualquer área que precisa de ajuda de organização, a personal organizer é capacitada para isso. Ainda bem! ;)

Veja alguns trabalhos da Emilia:

Fotos: Arquivo Pessoal 

 

 

7) Kalinka: Cite 3 coisas boas e 3 ruins de ser uma personal organizer?

Emilia:  3 coisas boas:

1) Adoro uma boa mão na massa, adoro estar em movimento e organizar o espaço e coisas, nem vejo o tempo passar!

2) Ver os olhos dos clientes brilharem ao ver o resultado da organização, e dizer que a sua vida está melhor, diferente e organizado, não tem preço!

3) Ser dona do meu próprio negócio e flexibilidade de horários.

3 coisas ruins:

1) As pessoas ainda tem uma idéia equivocada que contratar Personal Organizer é luxo, somente para pessoas “endinheiradas!”

2) Apesar que o mercado de PO está crescendo graças a demanda de serviços e a divulgação através das mídias, ainda tem muitas pessoas que ainda não sabem o que é ou ainda não compreendem o nosso propósito. Logo devemos educar, educar e educar sobre os benefícios da organização.

3) Esperam que façamos uma organização de capa de revista, muito fora da realidade e esquecem que organização tem muito mais a ver em melhorar o seu estilo de vida, facilitar o seu dia a dia e usufruir um espaço organizado com que você já tem.

 

 

8) Kalinka: Dê alguma dica de organização ou conselho para nossos leitores:

Emilia: Lembre-se sempre, a sua casa é o seu refúgio, seu lar, lugar onde você se hospeda depois um dia cansativo, nada melhor que ter um espaço organizado e limpo. Imagine você chegar em casa, usufruir todos os cômodos da sua casa circulando por eles livremente, encontra as coisas com facilidade, janta em uma mesa limpa e durme em lençóis limpos com cama feita sem aqueles amontoados de coisas em cima. Valorize a sua casa, valorize o seu conforto e o seu bem-estar. Com uma casa organizada, a energia flui melhor e isso faz toda a diferença.

 

 

9) Indique algum produto de organização que acha essencial ter:

Emilia: Adoro cestas, são práticas, baratas e funcionais. São excelentes soluções para quem tem pouco espaço, não tem condições de investir em marcenaria no momento e o melhor de tudo, ajudam armazenar de forma organizada suas coisas.

Desafio 30 dias feito pela Emilia 

 

E claro, a nossa inseparável agenda ou bloquinho. Não sobrecarregue a sua memória, coloque suas ideias, lembretes, sonhos e planos no papel. Quando você visualiza o que escreveu no papel, fica muito mais fácil para depois ordenar, gerenciar e estipular prazos, só assim será possível realizar o que você almeja ou precisa.

 

 

Ela é uma fofa, nāo é? Para acompanhar o trabalho da Emilia, siga-a na redes sociais: 

www.emiliaventura.com.br

Facebook

Instagram 

Snapchat @emiliaorganizer

Assinatura