Para receber atualizações e novidades:

Blog

Entrevista com a personal organizer: Aline Oliveira

21 de Maio de 2018 Kalinka Carvalho

A entrevistada de hoje, é a personal organizer Aline Oliveira da empresa Oliva Organizer, nos identificamos logo de cara, nāo só por temos a mesma formaçāo, mas também pela dedicaçāo e força de vontade. Aline é uma profissional incrível que vem se destacando a cada dia, com diretrizes muito bem estabelecidas ela vem conquistando seu espaço no mercado. Eu a conheci em um dos cursos que realizei. Vamos conhecer agora a história dela: 

 

 

Aline Oliveira, personal organizer e sócia fundadora da Oliva Organizer. Formada em Propaganda e Marketing pela UNIP, atuou 10 anos na área de publicidade e abriu mão da carreira para empreender. Atualmente trabalha há quase 02 anos com a Oliva, atuando no mercado de Home Organizer e Mudanças. É a empresa pioneira em criar um e-commerce de consultoria online de organização. Já foi colunista em jornais de Limeira-SP e instrutora de curso de organização pela franqueada Dona Resolve. Hoje além de atuar ativamente na empresa, escreve mensalmente artigos para seu próprio blog, dá palestras e workshops.

 

1. Kalinka: O que é uma personal organizer?  

Aline: Personal organizer é o nome dado para o profissional que possui técnicas e que aplica metodologias em certos locais para que esses se mantenham organizados, funcionais e prático para seus clientes.

 

 

2. Kalinka: Como funciona o trabalho de uma personal organizer?

Aline: O trabalho de personal organizer é baseado em estudo clínico de causa da bagunça. Geralmente marcamos uma visita técnica para conhecer o cliente e seus hábitos, o volume de coisas que deverão ser organizadas e os espaços disponíveis para guardar os itens. Através dessa visita, conseguimos entender o real problema do cliente e qual a melhor solução que podemos dar para organizar a casa dele. Por isso costumo dizer que o nosso trabalho é personalizado, pois cada casa é um caso e cada caso é tratado de um modo completamente diferente para que atenda o melhor possível aquele cliente e sua família. Depois da visita técnica, nós analisamos o trabalho e montamos nossa proposta de orçamento, que se aprovada, damos início ao projeto de organização. Costumamos dizer que primeiro a gente cria o caos para depois colocar a ordem...rs! O que quero dizer, é que tiramos T-U-D-O, absolutamente tudo do lugar para categorizar os itens, ou seja, fazemos agrupamento das peças. Se estamos em um closet, separamos todas as roupas femininas das masculinas. Após a separação por sexo, vamos categorizar os grupos. Juntamos as regatas com regatas, camisas com camisas, short com short, e por aí vai. Após o agrupamento, fazemos uma limpeza leve nos locais com pano umedecido e planejamos onde cada coisa será guardada. Depois de planejar, é a hora das dobras. Efetuamos todas com gabaritos para manterem o mesmo tamanho, ficando todo o armário padronizado, o que além de deixar funcional para o dia-a-dia fica esteticamente mais bonito também. Posteriormente as dobras, é hora que armazenar cada coisa em seu lugar! Sempre digo que nosso trabalho é uma coisa rara. Você pode ter diarista, mensalista... Não importa! O que importa é que independente do tempo que ela trabalha na sua casa, ela raramente fez uma vez na vida esse trabalho para você, de tirar exatamente TUDO de dentro dos armários, categorizar, dobrar o guarda-roupa inteiro novamente e guardar! É ou não é? Por isso esse trabalho é da personal organizer! Isso porque eu dei um exemplo mais simples dos armários, mas agora transfira essa mesma linha de pensamento para a cozinha, despensa, geladeira, lavanderia, seu depósito na garagem, nos seus documentos...  A síntese do trabalho é a mesma, independente do local! Seja ela na sua casa ou no escritório.

 

 

3. Kalinka: Quem são as pessoas que precisam de uma Personal Organizer?

Aline: Existem alguns tipos de pessoas que precisam do trabalho de personal organizer. Pode ser pessoas que possuem algum tipo de bagunça em casa, que não sabem mais controla-la, e que já chegou em um nível que não sabem nem por onde começar a organizar aquilo. Pode ser também aquela pessoa muito ocupada, que trabalha mais demais e que não tem tempo de cuidar das coisas do lar e precisa dele o mais prático e funcional possível para atender a demanda dela no dia-a-dia. Também pode ser aquela que está em fase de mudança na sua vida, ou seja: a que vai casar, que saiu da casa dos pais e agora tem um novo caminho de dúvidas e aprendizados pela frente. Aquelas que estão de mudança ou que já se mudaram. As que possui idoso em casa, que precisa ter certos cuidados para evitar certos acidentes domésticos. As que perderam algum ente querido... São muitos os caminhos que levam a precisar da ajuda profissional. Porém o mais importante é saber que essas pessoas precisam sentir a necessidade de serem ajudadas!

 

 

4. Kalinka: A quanto tempo você trabalha como personal organizer? Porque resolveu ser personal organizer? O que mais gosta de organizar?

Aline: A Oliva Organizer começou a atuar no mercado de organização em maio de 2016. Ou seja, estamos prestes a completar 02 anos de vida. A tarefa de organizar sempre existiu em mim, sempre gostei de organizar as minhas coisas, meu armário... Sempre fui metódica e criava métodos que facilitavam minha rotina. Foi então que através de uma conversa de trabalho (trabalhava como mídia em agência de publicidade), acabei descobrindo que essa minha tarefa era uma profissão e em crescimento constante de mercado. Eu sempre quis ter um negócio próprio, mas nunca soube o quê. Fiz o curso de personal organizer home achando que ali me descobriria empreendedora e ao pegar meu certificado, a Oliva nasceu. Foram alguns meses conciliando o trabalho da agência com o de organização, até pela minha insegurança de abrir mão de uma carreira de 10 anos em publicidade por algo até então incerto para mim. A Oliva foi crescendo, ganhando espaço, lotando a agenda e não tive mais como sustentar os dois empregos. Pedi demissão e fui me dedicar totalmente à Oliva Organizer, que ainda tem muito a crescer, mas já tenho uma felicidade e um orgulho imenso da história que estamos construindo! Sobre eu ter uma predileção de organização, ah... Eu gosto mesmo é de ver a transformação, o antes x depois de todos os projetos que fazemos. Somos especializados em organização home. E eu particularmente gosto de coisas específicas em cada cômodo. No quarto/closet, sou a fascinada pelas camisetas e bolsas, na cozinha, adoro organizar as taças e copos e por aí vai... Não tenho predileção, mas os olhos brilham por coisas especiais de cada cantinho...rsrs

Fonte: Arquivo Pessoal de Aline

 

 

5. Kalinka: O que é necessário para se tornar uma personal organizer?

Aline: O que é necessário para ser um personal organizer é ESTUDO! Se você quer trabalhar com isso, é importante que você saiba mais do que arrumar a sua casa. Organização é mais do que fazer bonitinho. E isso você aprende estudando, fazendo cursos sérios profissionalizantes, se aperfeiçoando e se reciclando sempre! Estamos em constante aprendizado e evolução, então dedique-se a estudar. À partir do momento que você tem a teoria, quando você estiver na prática verá o quanto ter estudado te abre os olhos para pensar diferente, para se colocar no lugar do cliente e entregar mais do que ele espera de você! Estude e esteja antenado a tudo!

 

6. Kalinka: Onde atua o personal organizer? Há mercado para a profissão? Como é cobrado o valor?

Aline: O profissional atua em diversos segmentos: home, empresarial, virtual, luto, mudanças, baby.... Vishi, são vários nichos! Todo mundo precisa de organização em algum momento da vida e a cada momento, sempre existirá um profissional para ajudá-lo. Há mercado sim para a nossa profissão, mas para profissionais sérios e capacitados. Tenho visto muita gente aderindo a profissão por causa de “Santa Ajuda” e “É de Casa”, a nossa profissão vai além das mídias e não é um trabalho nada fácil. Não tem glamour, tem muito suor! A quem está a onda da moda, sem estudo e se vendendo como profissional, daqui a pouco estará sem emprego. E quem está cada vez mais se reciclando, inovando e entregando seriamente o trabalho, se perpetuará. Acredito que em breve teremos essa divisão de águas. Nosso valor é cobrado por projeto, baseado nas horas de trabalho que serão dedicadas à ele. Lembra do volume de coisas x espaço? Pois bem, mediante a isso temos o real valor do trabalho e quanto tempo levará para entrega-lo ao cliente.

 

 

 7. Kalinka: Cite 3 coisas boas e 3 ruins de ser uma personal organizer?

Aline: Três coisas boas de ser personal organizer:
1. Transformar a vida dos nossos clientes! É incrível os relatos que ouvimos dos nossos clientes em quanto ajudamos ele e o quanto a vida deles mudaram. Tive clientes que entraram em academia, emagreceram, decidiram ter filho... Coisas não pensadas antes de organizar a casa!

2. Entender o quanto cada pessoa é diferente da outra. Aprendemos a ouvir e a respeitar mais o próximo. Como cada cliente é um caso, é uma rotina diferente, aprendemos a entender e respeitar mais, e então criar uma situação favorável para o convívio das pessoas no mesmo lar.

3. Não ter rotina. Nossa profissão é baseada na agenda disponível dos nossos clientes. Então nossos horários são todos deles, além de cada casa ser projetada diferente o que faz com que cada projeto de organização seja único daquele cliente.

Três coisas ruins de ser personal organizer:

  1. Quando acontecem os imprevistos e o cliente cancela em cima da hora;
  2. Quando você pega uma casa suja, não só a casa mais as roupas também;
  3. Você nunca consegue marcar tarefas pessoais em horário comercial.

Fonte: Arquivo Pessoal de Aline

 

 

8.  Kalinka: Dê alguma dica de organização ou conselho para nossos leitores:

Aline: A melhor dica de organização que posso dar e que funciona muito para mim, é checar meus compromissos do dia seguinte junto com a previsão do tempo. Esses dois fatores me permite separar a roupa que vou usar no dia seguinte. Separo roupa, acessórios e calçados. Acredite, isso me permite dormir alguns minutos a mais diariamente e para mim isso não tem preço! 

 

 

9. Kalinka: Indique algum produto de organização que acha essencial ter

Aline: Meu produto de organização favorito são as colmeias! Uso muito para roupa intima e ela não deixa calcinhas, meias e cuecas espalhadas pela gaveta. Além de economizar um espaço absurdo! Os cestos são muito legais também e usados e em todos os ambientes da casa, mas podem ser adaptados com caixas de sapato e presentes caso o cliente não queira gastar. Já as colmeias... São amor à primeira vista!

Fonte: Arquivo Pessoal de Aline

 

 

Caso queira saber mais ou entrar em contato: 

www.olivaorganizer.com.br 

E-mail: contato@olivaorganizer.com.br 

Instagram 

Facebook

Assinatura